terça-feira, 21 de maio de 2019

Depois de Você / After You


Título: Depois de você
Autor(a): Jojo Moyes
Editora: Intrínseca

Nesse livro tem continuação a história da vida de Louisa Clark mais de um ano após o fim trágico de seu relacionamento com Will.
Depois de beber demais ela sofre um terrível acidente e acaba conhecendo algumas pessoas ( um amigo de um grupo de apoio, um paramédico e uma quase "enteada" ) que podem mudar totalmente seu futuro!

E depois de me apaixonar por Louisa em "Como eu era antes de você ”, nesse novo livro eu passei a ter raiva dela ! Como uma pessoa conseguiu jogar fora todas as oportunidades e os ensinamentos que teve ?
Pelo menos ela manteve o seu bom coração, o que levou o livro a um final legal !

"...notei que quase todo mundo carregava a marca brutal do amor, fosse perdido, roubado ou simplesmente sepultado num túmulo." "Amei um homem que me mostrava o mundo, mas que não me amava o suficiente para permanecer nele."

⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️

Title: After You

In this book has continued the story of Louisa Clark's life more than a year after the tragic end of her relationship with Will.
After drinking too much she suffers a terrible accident and ends up meeting some people (a friend of a support group, a paramedic and an almost  "stepdaughter ") who can totally change her future!
And after I fell in love with Louisa in  "Me before you," in this new book I have become angry with her! How could a person throw away all the opportunities and teachings she had?


At least she kept her good heart, which led the book to a good end!

"... I noticed that almost everyone carried the brutal mark of love, was lost, stolen or simply buried in a tomb.  "" I loved a man who showed me the world, but who did not love me enough to stay in it.  "

domingo, 19 de maio de 2019

Como eu era antes de você / Me before You

Título: Como eu era antes de você
Autor(a): Jojo Moyes
Editora: Intrínseca

Esse livro conta a história da vida simples de Louisa Clarke e de como tudo muda em sua vida quando ela acaba indo trabalhar como cuidadora do jovem e rico tetraplégico Will Traynor.

Louisa é um personagem apaixonante! Uma garota cheia de personalidade mas ao mesmo tempo muito imatura e ingênua . Ela chega a ser uma contradição pela forma como age e pelas coisas que sente ! E o Will é o Will... um homem rico, mimado e voltado apenas para o seu mundo e seus problemas... pelo menos até conhecer a Louisa!

Um filme baseado no livro, do diretor Thea Sharrock, foi lançado em 2016. Os atores Emilia ClarkeSam Claflin fazem os papéis de Louisa e Will, e eles estão perfeitos na caracterização dos personagens! Sugiro muito os dois, livro e filme. Não tem como não se apaixonar por esta história!

⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️

Title: Me before You

This book tells the story of Louisa Clarke's simple life and how everything changes in her life when she ends up going to work as a caregiver for young and wealthy tetraplegic Will Traynor.

Louisa is a passionate character! A girl full of personality but at the same time very immature and naïve. She comes to be a contradiction in the way she acts and tin he things she feels! And Will is Will... A rich man, spoiled and turned just to his world and his troubles... At least until he meets Louisa!

A film based on the book by director Thea Sharrock was released in 2016. The actors Emilia Clarke and Sam Claflin do the roles of Louisa and Will, and they are perfect  the characters! I strongly suggest both book and film. There's no way you can't fall in love with this story!

sábado, 18 de maio de 2019

Wait! / Espere!


O navio onde trabalho ia iniciar um projeto no mar da Rússia, e para isto, todos os tripulantes tiveram que tirar um visto de trabalho Russo.

Mandei meu passaporte para a  minha empresa e algumas semanas depois recebi o mesmo em casa com um visto... todo escrito em Russo, então obviamente, eu não entendi nem uma palavra do que estava escrito nele.

Chegou o dia de partir para o trabalho e eu teria que parar em Moscou para pegar um outro avião para Anapa, que era o local onde meu navio estava.

Chegando em Moscou, ficamos presos um tempo dentro do avião por causa de uma nevasca forte do lado de fora (porque paramos longe do terminal e teríamos que pegar um daqueles ônibus de transporte). Para mim foi um misto de alegria e preocupação, pois eu tinha um tempo curto de escala até pegar o próximo avião, o que me deixava preocupada, e alegre pois eu nunca tinha visto neve antes.

Quando finalmente conseguimos entrar no aeroporto, só me restavam mais ou menos 40 minutos para passar pela imigração e achar o portão de onde sairia meu próximo vôo, o que, dependendo do tamanho do aeroporto , é muito pouco tempo!

Entrei na fila da imigração e quando chegou a minha vez entreguei meu passaporte para o agente  que fez uma cara estranha e ficou repetidamente olhando para o meu visto e em seguida para a minha cara. Percebi que tinha alguma coisa errada, mas continuei com o meu sorriso de “sou uma pessoa legal” esperando que ele me dissesse alguma coisa. Ele então entao pegou o telefone e ligou para alguém e depois de trocadas algumas palavras em Russo com a pessoa do outro lado da linha , ele olhou para a mim e falou em inglês: “Wait!” (espere). Eu acenei com a cabeca um sinal positivo e fiquei lá parada esperando, meu sorriso indo embora aos poucos juntamente com o meu tempo restante para pegar o próximo vôo.

Depois de ser totalmente ignorada por 20 minutos, mesmo olhando para o agente em intervalos de tempo para ver se ele lembrava de mim, eu ensaiei dizer algo para ele, que antes mesmo de me deixar abrir a boca, gritou um outro : “Wait!” (espere), de dentro de sua cabine. Eu acenei mais uma vez dizendo que sim e falei em Inglês: “Eu espero, mas estou preocupada porque tenho outro vôo que está abrindo o embarque neste minuto.” “Você pode pelo menos me exlicar o que eu estou esperando?”  

Entao ele mostrou meu visto apontando para um campo específico, que eu naturalmente não entendia o que estava escrito porque estava em Russo, e me falou: “Você aqui (apontando para o campo), MER... MER.”

Eu respondi: “Ok, mas o que MER significa?”

E ele falou : “MER... MER... not woman (mulher).”

E eu falei: “Você está me dizendo que no meu visto está escrito que eu sou homem e não mulher?”

Ele fez que sim com a cabeça e gritou um outro ”Wait” cheio de razão.

E eu esperei... pensando “fudeu”, mas esperei... esperei ser presa, ser interrogada, ou até mesmo ser mandada em algum vôo de volta para casa , porque a Russia é um paÍs que não tem muita aceitação a homossexuais, segundo as reportagens que eu hava lido, e eles deviam estar pensando que eu era alguma trans ou algo assim. Mas pensei, ok... o pior vai ser ter que voltar pra casa e quão ruim isto pode ser?

Mas depois de mais 10 minutos o agente me olhou, entregou o meu passaporte e me mandou entrar no aeroporto de Moscou.

Fiquei surpresa por ter a entrada permitida, mas então olhei para o relógio e falei de novo: “fudeu”... Meu próximo vôo já estava fechando o embarque. E lá fui eu feito louca correr pelo aeroporto de Moscou para ver se ainda conseguia pegar o meu vôo.
✋✋✋✋✋✋✋✋✋✋
The ship where I work was going to start a project in the Russian sea, and for this, all the crew members had to take a Russian work visa.
I sent my passport to my company and a few weeks later I received the same at home with a visa... All written in Russian, so obviously, I didn't understand a word of what was written on it.
The day came to go to work and I would have to stop in Moscow to catch another plane to Anapa, which was the place where my ship was.
Arriving in Moscow, we were trapped a while inside the plane because of a strong blizzard on the outside (because we stopped away from the terminal and we would have to take one of those transport buses). For me it was a mixture of joy and concern, for I had a short time to take the next plane, which made me worried, and cheerful because I had never seen snow before.
When we finally got into the airport, I only had more or less 40 minutes to go through immigration and find the gate where I would leave on my next flight, which, depending on the size of the airport, is very little time!
I got in line with immigration and when it came to my turn I handed my passport to the agent who made a strange face and stood repeatedly looking at my visa and then to my face. I realized there was something wrong, but I kept my "I'm a nice person" smile waiting for him to tell me something. He then took the phone and called someone and after exchanged a few words in Russian with the person on the other side of the line, he looked at me and spoke in English: "Wait!" . I nodding my head a positive sign and stood there waiting, my smile going away slowly along with my remaining time to catch the next flight.
After being totally ignored for 20 minutes, even looking at the agent in time intervals to see if he remembered me, I reheared saying something to him, that before even letting me open my mouth, shouted another: "Wait!" , from inside his cabin. I nodding once more saying yes and I spoke in English: "I wait, but I'm worried because I have another flight that is opening the boarding right now." "Can you at least explain to me what I'm waiting for?" 
Then he showed my visa pointing to a specific field, which I naturally did not understand what was written because it was in Russian, and told me: "You here (pointing to the field), MER... MER. "
I replied: "Okay, but what does MER mean?"
And he said, "MER... Mer... Not woman. "
And I said, "Are you telling me that in my visa it is written that I am a man and not a woman?"
He nodded with his head and shouted another "Wait" full of reason.
And I waited... Thinking "I´m fucked," but I waited... I waited to be arrested, to be interrogated, or even to be sent on some flight back home, because Russia is a Country that does not have much acceptance to homosexuals, according to the reports I used to read, and they should be thinking that I was some trans or something. But I thought, okay... The worst is going to have to go home and how bad can it be?
But after another 10 minutes the agent looked at me, handed over my passport and sent me into the Moscow airport.
I was surprised to have the entrance allowed, but then I looked at the clock and I spoke again: "I´m fucked"... My next flight was already closing the boarding. And there I was like crazy running around Moscow airport to see if I could still catch my flight.

sexta-feira, 17 de maio de 2019

Origem / Origen


Titulo: Origem
Autor(a): Dan Brown
Serie: Robert Lagdon #5
Editora: Arqueiro

Esse novo livro de Dan Brown foi uma surpresa em vários sentidos!

Primeiro por se passar todo na Espanha (eu não sabia qual era o cenário até começar o livro), país em que tenho passado muito tempo nos últimos meses.

Segundo por falar de dois temas tão contraditórios e polêmicos como religião e tecnologia e por aborda-los de forma tão direta, indo no âmago das partes boas e ruins de cada um.

Terceiro por fazer com que eu me apaixonasse por duas personalidades do qual eu conhecia muito pouco (e ainda não sei quase nada, mas serão os temas dos próximos livros que quero ler ) que são Churchill e Gaudi .

Enfim ... devorei o livro ! E apesar de eu achar que o início foi meio previsível (bem no estilo Dan Brown) o final foi surpreendente !

⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Title: Origen

This new book by Dan Brown was a surprise in many ways!

First for passing all in Spain (I did not know what the scenario was until I started the book), a country where I have spent a lot of time in recent months.

Second, speaking of two themes as contradictory and controversial as religion and technology and by addressing them so directly, going at the heart of the good and bad parts of each.

Third for making me fall in love with two personalities of which I knew very little (and still know almost nothing, but will be the themes of the next books I want to read) that are Churchill and Gaudi.

Anyway... I devour the book! And although I find that the beginning was a little predictable (well in the style Dan Brown) The finale was surprising!

quinta-feira, 16 de maio de 2019

Precisamos falar sobre o Kevin / We need to talk about Kevin


Titulo: Precisamos falar sobre o Kevin
Autor(a): Lionel Shriver
Editora: Intrinseca

Que livro!!! Me prendeu do início ao fim ! Me vi em vários dos dilemas da personagem !
Escolher não ser mãe não é uma decisão muito fácil. A sociedade espera que você cresça, reproduza e morra e não que tenha uma vida sem a responsabilidade de criar uma criança para o futuro.

O que devia ser questionado pela sociedade é quem realmente tem condições de ser pai e mãe e o quanto a inabilidade de algumas pessoas de criarem filhos pode afetar o futuro de muitas pessoas.
Que tipo de adultos estão sendo criados para a sociedade por estes pais inábeis?
Como prever a aleatoriedade de personalidades que as crianças podem ter e quando esta personalidade pode se tornar problemática?

⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Title: We need to talk about Kevin

What a book!!! It caught Me from start till the end! I've seen myself in a lot of the character's dilemmas!
Choosing not to be a mother is not a very easy decision. Society expects you to grow, reproduce and die and not have a life without the responsibility of raising a child for the future.

What should be questioned by society is who really is able to be a father and a mother and how the inability of some people to raise children can affect the future of many people.
What kind of adults are being raised to the society by these awkward parents?
How can we predict the randomness of personalities that children can have and when this personality may become problematic?

quarta-feira, 15 de maio de 2019

Voragem / Manji


Titulo: Voragem
Autor(a): Junichiro Tanizaki
Editora : Companhia das Letras

Voragem, segundo o Houaiss, é “tudo aquilo que é capaz de tragar, sorver, destruir com violência”. O livro de Junichiro Tanizaki , publicado em 1931, é uma ode à força destrutiva do amor, e conta a história do relacionamento de Sonoko e Mitsuko, pela narrativa de Sonoko, em uma sociedade oriental, explicando um pouco sobre como o papel da mulher nessa sociedade e suas limitações. Possui uma dramaticidade exarcebada nas falas e atitudes dos personagens, que não é comum na literatura ocidental.
Amei o livro, mas ele me deixou frustrada de varias formas!
Frustrada por não ter uma explicação mais detalhada do final, por não se aprofundar na motivação dos personagens, por não conseguir decifrar a psicologia dos mesmos. Enfim, ficaram muitas perguntas !
O que aconteceu com Watanaki? Como foi a vida de Sonoko após o desenrolar dos fatos? Porque a Mitsuko agiu da forma que agiu?

E vocês? Já leram? O que acharam do livro?

⭐️⭐️⭐️
Title: Manji

Voragem, according to Houaiss, is "all that is able to take, to Sorver, to destroy with violence." The Book of Junichiro Tanizaki, published in 1931, is an ode to the destructive force of love, and tells the story of the relationship of Sonoko and Mitsuko, by the narrative of Sonoko, in an Oriental society, explaining a little about how the role of women in this society and their Limitations. It has an exarched dramaticity in the speeches and attitudes of the characters, which is not common in Western literature.
I loved the book, but it made me frustrated in many ways!
Frustrated by not having a more detailed explanation of the end, for not deepening in the motivation of the characters, for failing to decipher the psychology of them. Anyway, there were too many questions!
What happened to Watanaki? How was Sonoko's life after the events unfold? Why did Mitsuko act the way she acted?

What about you? Have you read it? What did you think of the book?

sexta-feira, 26 de abril de 2019

O Alforje / The Saddle Bag


Titulo: O Alforje
Autor(a): Bahiyyih Nakhjavani 
Editora: Dublinense

O livro da iraniana Bahiyyih Nakhjavani conta a história de nove personagens com religião, passado, cultura e interesses distintos (o ladrão, a noiva, o líder, o cambista, a escrava, o peregrino, o sacerdote , o dervixe e o cadáver ) e de como em algum momento eles acabam se cruzando pelos caminhos da vida e como esse encontro e a presença de um misterioso alforje, muda drasticamente a vida de cada um deles. “É um retrato profundo da nossa humanidade, onde quer que nos encontremos. Especialmente hoje, quando os conflitos são cotidianos, a obra de Nakhjavani afirma a possibilidade de convivência”. Alberto Manguel 

⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️
Title: The Saddle Bag

The book by Iranian Bahiyyih Nakhjavani tells the story of nine characters with a religion, past, culture and distinct interests (the thief, the bride, the leader, the money changer, the slave, the pilgrim, the priest, the dervish and the corpse) and of how at some point they end up crossing the paths of life and how this encounter and the presence of a mysterious saddlebag drastically changes the life of each one of them. "It is a profound portrait of our humanity, wherever we may find ourselves. Especially today, when the conflicts are daily, the work of Nakhjavani affirms the possibility of coexistence ". Alberto Manguel